Burle surfa onda de 12 metros em Portugal

Depois da onda surfada por Maya Gabeira, na última sexta-feira, que repercutiu no noticiário internacional marcando sua volta a Nazaré, dois anos após o grave acidente que sofreu no pico, foi a vez de Carlos Burle figurar novamente com uma indicação para a maior onda da temporada, o XXL Big Wave Awards.

Nesse domingo, Burle dropou um bomba pra esquerda, colocando toda sua experiência e conhecimento em prática.

Estipulada em torno de 12 metros de altura, a avalanche d’água impressionou pelo tamanho, força e explosão na zona de impacto.

“Estava muito bom, me preparo todos os dias para momentos como esse. Apesar das dificuldades, é isso que a gente precisa para evoluir”, garante.

Em um frio congelante, o primeiro dia de novembro foi proveitoso para os big riders brasileiros em Portugal. Burle e Maya, na companhia do carioca Pedro Scooby, chegaram ao porto às 6h (horário local), ainda escuro, com uma temperatura em torno de 10ºC. 

Às 6h45, o grupo já estava na água e, em meio crowd e um vento forte, encontraram ondas inesquecíveis.

“Foi muito bom, tiveram ondas grandes e fortes. A gente teve dificuldade com o vento, mas o treino foi excelente. Fomos os primeiros a entrar na água. Consegui experimentar uma prancha nova. O mar estava cheio, com muitos jet skis, difícil, mas foi um dia super interessante. Estava muito frio de manhã. Eu estava congelando. Foram ondas com 30 a 40 pés de face, com muito vento, foi bem legal e o time está mandando bem”, comenta Burle.

O Canhão de Nazaré, desfiladeiro submarino de origem tectônica ao largo da costa de Nazaré, faz com que as ondas viajem a uma velocidade muito maior que o normal e cheguem à costa praticamente sem perder energia, formando imensos paredões. 

Com certeza o cenário ideal para Burle e Maya, dois consagrados big rides, colocarem em prática toda sua energia, experiência e amor ao surf.

[Foto: Bruno Aleixo/WSL]