Quando o resgate afunda

Os jet skis são considerados as mais eficientes máquinas de resgate na arrebentação.

Por isso mesmo, são peças fundamentais, tanto para o uso dos guarda vidas, como para a segurança dos campeonatos de surf, principalmente em ondas gigantes.

Image title

Anjos do mar | Fotos: WSL / Kirstin Scholtz

Porém, para operar a moto aquática na zona de impacto, exige-se muita experiência do piloto, afinal, o veículo pesa em torno de meia tonelada e pode se tornar um perigo imediato caso a situação saia de controle.

Carlos Burle e Maya Gabeira já viveram um caso impressionante, no Hawaii, em 2009, quando o jet que usavam desligou e foi engolido por uma onda de 25 pés (conforme ilustra a foto de capa).

“Assim que eu deixei a Maya e estava pronto para sair da onda, o jet desligou e eu não tive nenhuma chance para ligá-lo. Quando vi, já estava sendo levado pelo lip”, comenta Carlos Burle.

Se o bicampeão mundial de ondas gigantes levou um susto e tanto, imagine Maya Gabeira, que estava surfando.

“Quando olhei para o alto, vi o Burle em cima do jet, preso no lip e já caindo por cima de mim. A minha reação, quando percebi que ele realmente iria cair lá de cima, foi de pular da prancha e tentar afundar.  Quando subi do caldo e vi que ainda estava inteira e que o jet ski não tinha batido em mim, avistei o Burle. Nos olhamos e percebemos que estávamos bem, mas o jet tinha sumido”.

Image title

Atenção total pela segurança dos atletas 

Momentos como esse enfatizam ainda mais a técnica necessária para os big rides da atualidade, que além de serem exímios surfistas, também precisam saber operar os jets com segurança, sempre prontos para o inesperado.

O vídeo abaixo ilustra bem essa situação, com cenas impressionantes em diversos picos do planeta, inclusive durante o Pe’ahi Challenge, última etapa do Big Wave Tour, ocorrida recentemente em Jaws, no Hawaii.

Aperte o play e segure a adrenalina!



Para saber mais sobre as wetsuits Mormaii Storm, assinadas por Carlos Burle, clique no link.