Surf e skate confirmados nas Olimpíadas

Na tarde de ontem, 03 de agosto, o surf e o skate foram oficialmente incluídos nos Jogos Olímpicos, com estréia marcada para Tókio 2020.

“Parabéns ao presidente da ISA, Fernado Aguerre, pelo sucesso do seu trabalho em incluir o surf nas Olimpíadas”, declara Paul Speaker, presidente da WSL, organizadora do WT.

"Esse é um momento marcante para o esporte em sua participação global. Sendo a casa dos melhores surfistas do planeta, a WSL faz questão de trabalhar ao lado da ISA para proporcionar o melhor espetáculo ao fãs, com nossos atletas competindo em defesa de seus países”, completa o dirigente.

“Um dos dias mais felizes da minha vida. O surf nas olimpíadas se torna uma realidade”, comemora Carlos Burle, bicampeão mundial de ondas gigantes que foi o primeiro atleta a surfar com a tocha olímpica, durante a passagem por Recife.

O objetivo com essas mudanças, incluindo esportes como skate e surf no calendário, é atrair um público mais jovem, já que em estudos internos sobre audiência, o COI constatou que vem perdendo espaço entre as novas gerações.

Uma grande dúvida que pairava sobre a decisão de incluir o surf nos Jogos Olimpícos era em relação ao local de realização das provas, se ocorreriam no mar, ou em piscinas de ondas, como a construída por Kelly Slater.

O que se sabe, até agora, é que em 2020 quarenta surfistas vão competir em Chiba, uma cidade a 45 minutos de trem de Tóquio, onde a World Surf League realiza campeonatos do WQS. 

Serão 20 homens e 20 mulheres, todos de pranchinha, pois longboard, bodyboard e SUP não farão parte dos Jogos.

“Todo esportista sonha com isso. É uma felicidade enorme ganhar uma medalha. Tomara que eu possa estar no Japão”, comenta Gabriel Medina, primeiro brasileiro campeão mundial de surf.

Skate, karatê, beisebol e escalada esportiva também foram incluídos, enriquecendo o universo desses esportes e o imaginário dos seus praticantes.

Vale lembrar que a decisão de acrescentar essas modalidades em Tókio 2020 está garantida apenas para essa respectiva edição dos Jogos e não há garantias que eles permanecerão nas competições seguintes.

Torcemos que sim!

[Foto: Scott Stemn // Surfista: Carlos Burle]