Travessia do Canal de Ilha 2014 | Sinta-se Mormaii

Mais do que uma simples travessia, nadar o Canal de Ilhabela é um desafio digno de qualquer um que anseia superar seus limites.

As adversidades da natureza jamais devem ser desprezadas, nem pelos novatos, nem pelos mais experientes.

A região do município de Ilhabela é cercada por variações climáticas, incluindo temperatura de água, intensidade do vento e corrente marítima.

O evento, produzido pelo Ecooutdoor Sport Business e pela Swim Channel, com patrocínio da Mormaii, Seadoo e prefeitura local, agitou o final de semana em um dos locais mais charmosos e dasafiadores do litoral norte de São Paulo.

Qualquer turista entusiasmado, ao atravessar a balsa de carro, pensa consigo mesmo: devem existir pessoas que gostariam de atravessar nadando.

O evento aconteceu nos dias 22 e 23 de novembro e teve uma alternância climática bastante acentuada nesse período.

A sede ficou localizada no extremo norte da praia do Engenho, chamada pelos locais de Ponta do Pequeá.

No sábado, dia 22, aconteceu a distribuição do kit atleta e o congresso técnico.

Desde o início do projeto, a organização nunca abriu mão da segurança, com orientações específicas sobre a travessia, bóias e cronograma.

Durante a tarde, e a noite do dia 22, a intensidade do vento chegou a 28km/h e a preocupação beirou no ambiente.

A organização frisou toda a estrutura de segurança da prova e informou para que todos acordassem preparados. Afinal, estamos ou não estamos em um desafio?

Eu, como um dos organizadores, além de checar as previsões do tempo mais de 50 vezes, pedi benção a Iemanjá e rezei por águas calmas.

No dia 23, para alegria de todos, a intensidade do vento não chegava a 8km por hora, isso por volta das 8h da manhã.

Uma escuna partiu da praia do Engenho até a praia de Porto Grande no município de são Sebastião.

Com todos os atletas alinhados na largada, o desafio começou pontualmente as 8h30 da manhã, após a clássica buzina ensurdecedora.

Passados 47 minutos, Samir Barel, atleta da seleção brasileira, e que participa do circuito da FINA de travessias de longa distância, atravessou o majestoso pórtico de chegada fornecido pela Mormaii para ser o campeão absoluto e, por consequência, o recordista do Canal de Ilhabela.

Samir, assim como a maioria dos atletas, saiu com um tremendo sorriso do rosto.

Dos quase 200 participantes, uma surpresa – talvez a mais inesperada – 100% dos nadadores inscritos completaram o desafio.

A alegria tomou conta das areias da praia do Engenho e a organização fez uma justa homenagem para dois nadadores: Antônio Carlos Soares (que com 69 anos de idade foi o atleta mais velho a completar a travessia) e Lucas Muniz (que, com 12 anos de idade, foi o mais novo).

No mesmo instante que terminou a premiação, a intensidade do vento e as condições climáticas começaram a ficar adversas e o sentimento geral foi de agradecimento, pois a calmaria só aconteceu no momento da prova.

Obrigado a todos participantes, aguardem informações sobre a Travessia do Canal de Ilhabela 2015.

Ano que vem tem mais | Fotos: Green Pixel | Texto: Patrick Winkler

Ano que vem tem mais | Fotos: Green Pixel | Texto: Patrick Winkler